quinta-feira, 21 de setembro de 2017

Eu quero ser famosa!

(foto tirada com a Instax SQ10, guardada no mini SD e passada para o PC)

Isto de andar na blogosfera tem muito que se lhe diga, e nos últimos tempos ando muito mais atenta a certos fenómenos que acontecem nestes meios - ossos do ofício, acreditem! - já que mais do que uma vez me pedem opinião sobre se vale a pena investir nesta ou naquela blogger - assim, numa espécie de consultoria - e eu, cuidadosamente e sem qualquer truque de magia, varinha de condão ou ferramenta xpto, analiso alguns dados que estão disponíveis aos olhos de qualquer um: blog, redes sociais, número de seguidores, likes e comentários.

Sob o meu olhar crítico, próprio de uma virginiana, o que mais me apraz analisar é o número de seguidores e likes e relacionar estes dados com o engagement. Porquê? Porque é uma verdadeira selva! É a caça à fama! É o parecer sem o ser.  É sabido que os algoritmos que regem, por exemplo, o facebook e o instagram, são verdadeiros complicómetros e muitas vezes nos pregam rasteiras logo na casa partida, mas há coisas... 

Como é que eu vejo isto? É tão simples...
Contas nas redes sociais que de um dia para o outro obtêm milhares de seguidores...
Posts cujo número de likes aumenta à velocidade da luz...
Comentários que não correspondem aos conteúdos apresentados...
Há de tudo. Acreditem no que vos digo.

É o fenómeno da (pseudo) FAMA. À primeira vista pode parecer incrível, impressionante e esmagador. A um segundo olhar pode deixar muitos desconfiados. A um terceiro olhar há quem se dê ao trabalho de "cavar um pouco mais fundo" e daí fique a perceber que todos aqueles números são ocos - aquilo, espremido, não deita sumo nenhum: milhares de contas falsas, perfis criados por robots, seguidores comprados sabe-se lá onde e a quem, isto para não falar da qualidade dos conteúdos... Resumindo: "a bota não bate com a perdigota" - faço-me entender? Mas, como diz o velho ditado "a mentira tem perna curta" e há casos em que não é assim tão difícil encontrar o malfeitor. A súbita "admiração", rapidamente se transforma em "indignação".

Se há uns anos se entrava na blogosfera apenas porque sim, porque era giro ter um blog, porque se gostava de escrever, hoje esse espirito, quase altruísta, desapareceu. Iniciar um blog é como abrir um restaurante (ou qualquer outro negócio) - o objectivo é ter lucro! Imediato, de preferência. Querer aparecer, querer ser visto, querer ser falado, querer ser patrocinado,.... Já dei este exemplo e volto a repetir: Não é porque estou a usar uns brincos da Parfois numa foto do IG e coloco uma tag para a marca que no dia seguinte tenho à porta a colecção de oferta e um contrato de parceria. É preciso trabalhar para isto, se é o que eu quero: ir atrás, fazer contactos, criar conteúdos com consistência, relacionar-me com os seguidores e fazer crescer a comunidade de uma forma orgânica. E é "lutar" todos os dias por isto! É conseguir além da FAMA, o RECONHECIMENTO - esse sim, é de longa duração e traz muito mais mérito a quem o obtém. 

E nesta selva há os bons e há os maus. Os maus tentam ludibriar os restantes. Os bons fazem o caminho a pulso. E estes sim, conquistam o seu lugar ao sol e sabem como lá ficar a desfrutá-lo. Os maus? Chegam ao topo em cima da corda bamba, onde nem o melhor artista de circo se aguenta...

Chegaram aqui? Vieram atraídos pelo título? Ora bem...chegou a hora da verdade: vieram enganados 😀 nunca procurei, nem procuro, a fama. O meu combustível é outro, tem o nome de paixão. Tenho o reconhecimento de quem me lê e me chega, maior parte das vezes, em singelas mensagens que me enchem a alma. Nos últimos meses tenho recebido alguns convites para dar a cara, é verdade, mas isso é fruto deste reconhecimento e não de qualquer ponta de fama que tenha procurado.

E sabe-se lá porquê, enquanto escrevia este post só me vinha à cabeça uma música dos meus primeiros anos de adolescência. Quem se lembra deste trio que "cantava" When will I be famous?


Pano p'ra Mangas

16 comentários:

  1. Respostas
    1. André,mantém-te no caminho certo. Pode levar mais tempo, mas ao chegares lá acima o trono é teu.
      Beijinhos

      Eliminar
  2. E os malfeitores que fazem de tudo para deitar abaixo os que se vão safando? Ultimamente têm-me feito de tudo Margarida, é tão triste! Estou contigo, comecei blog sem qualquer intenção monetária e acho que aí é que está o segredo! Neste caso a ocasião fez o ladrão e com as minhas idas à TV tinha subidas vertiginosas de likes! Os meus conteúdos, nem todos geram muita participação com comentários ou likes (folhetos é um bom exemplo disso, visitas altíssimas, mas no comments ;-) os artigos pessoais é que têm mais engagement, mas olha que também estive no Click Summit (e não sei se concordo muito) mas o diretor do FB em Portugal disse aquando da sua apresentação que likes estavam longe de ser sinónimo do sucesso ou insucesso de um artigo, e eu, da minha parte, tenho que concordar, embora continue também a guiar-me um pouco por aí quando visito outras páginas, sei que um artigo com 5 likes, pode muito bem ter tido 1000 leituras ;-) Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Janine, o assunto dos haters dá pano pra mangas e tem conteúdo para outro post...
      O teu crescimento tem sido feito a pulso, com determinação e objectivos limpos. Os tais muitos seguidores que aparecem "aos pacotes" têm origem justificada e são legítimos, por isso não tens nada a temer. O PpM já passou, que eu me lembre, duas vezes pela TV mas numa época pré-boom, pré-mediatização dos bloggers, numa altura em que ainda não se vivia esta febre, daí nunca ter sentido esse boom - foram momentos giros que ficam para contar 😊
      Olha, e para cada hater, há mil pessoas que gostam de ti ❤️
      Beijinhos

      Eliminar
  3. E conteúdo roubado... Ideias roubadas... O Blogger pobre que não tem fundos para comprar likes, que escreve (horas!!) num PC que já devia estar no museu da tecnologia... Boa perspectiva Margarida! Apareces na minha vida em dias-chave <3

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O roubar de conteúdo, infelizmente não é de agora e abrange as mais variadíssimas áreas...
      Apareci num dia certo? Ainda bem! 😊
      Beijinhos

      Eliminar
  4. Perfeita descrição do que acho que se passa!!! Sou mera leitora de blogs e o que vejo, deixa-me muitas vezes bem triste com a espécie humana: é ser "famosa" com pés de lama...leio Pano pra Mangas há muito tempo, confesso que muito raramente comento.... mas o que procuro num blog é ler um bom texto, ver boas fotos, saber e conhecer o mundo, nosso e do blogger! É isso vou encontrando aqui e embaís alguns blogs.... mas cada vez menos... beijinhos e parabéns por esta frontalidade

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada, Ana por um bocadinho do seu tempo.
      Gostei dessa expressão "famosa com pés de lama" 😜
      Beijinhos

      Eliminar
  5. Concordo com tudo o que escreveste.
    No final do dia o que interessa é ter a certeza de dever cumprido e ter a consciência limpa.
    Continuo fiel a mim própria como no primeiro dia. Se gostava de ter muitos likes nas minhas publicações, gostava... Mas isso traduz-se em vendas e contactos? Não necessariamente, por isso o caminho a tomar te de ser outro. Trabalhar com afinco e honestamente não é para todos.
    Beijinho
    Marta
    https://pitinhosdamarta.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Isso, Marta! E o que serve para um não serve para todos. Cada um deve trilhar o seu caminho, sempre pelo lado do bem.
      Um beijinho

      Eliminar
  6. (daquelas que seguem caladinhas since 2008)
    Adorei o que li! E revi-me em cada palavra... As coisas estão bem diferentes (para o bem e para o mal) e no meio de tudo, o que mais me irrita, é a falta de talento de alguns em deitar areia para os olhos de muitos e pior ainda, os que não se importam ou nem se dão conta que lá vão alegres e contentes como rebanho... Não há pachorra!
    Por cá vamos continuando à caça dos que têm fama sem a querer e por isso por aqui continuamos (ainda que caladinhas since 2008)!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Se este,post já serviu para por a comentar leitoras mais caladinhas, então já valeu!
      E desde 2008 já é quase uma década. Bolas é muito tempo! Obrigada!!!!
      Um beijinho

      Eliminar
  7. Há certas coisas que diz com as quais concordo, mas não gosto de demagogia, a Margarida não ganha dinheiro com o seu blog?
    É óbvio e tenho notado neste mundo da blogosfera que realmente há blogers que hoje usam um creme, na semana seguinte já estão a publicitar outro, mas se ganham dinheiro com isso qual é o stress? Muitas é assim que ganham a vida se o conseguem bom para elas, um blog que comento e que gosto por tudo e mais alguma coisa é o da Janine, adoro e acima de tudo ela responde a todos os comentários, quanto a muitas outras que sigo nem se dão ao trabalho.
    Eu criei o meu blog porque já era um sonho antigo, mostrar às pessoas que adoptar não é difícil e eu falo por experiência própria, tenho poucos seguidores, mas não importa pois o quero essencialamente é deixar uma legado à minha filha, uma história que ela mais tarde poderá completar, é a história da vida dela.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Cristina, confesso que fiquei um pouco baralhada com o uso,da palavra "demagogia", Não que não entenda o seu significado, mas porque não percebo como o aplicar ao meu post. No que escrevo apenas constato uma realidade que é cada vez mais frequente: o comprar seguidores para "parecer", em vez de os conquistar para "ser". Não tenho absolutamente nada contra quem faz do blog a,sua profissão - é como outra qualquer: exercida de forma honesta tem muito valor.
      Por último, se eu ganho dinheiro com o meu blog? Não. Nenhum. A não ser que os 20 ou 30 euros que acumulo em vale Wook, por ano, seja considerado ganhar dinheiro. Acredite que o que gasto supera em muitos zeros estes 20 ou 30.
      Beijinhos

      Eliminar
  8. Margarida, eu também sou virginiana e por esse motivo sou picuinhas, mas como estou à muito pouco tempo neste mundo da blogosfera, sou uma naífe (nem sei se estará bem escrito), não consigo nem quero entender tal como disse como é que se consegue milhares de seguidores em pouco tempo,likes à velocidade da luz, mas resumindo isto é uma selva, em todo o lado, nos blogs, no trabalho, na vida e é o salve-se quem puder, mas uma coisa é certa ele há alguns que já cansam, e ele há outros que gostam de fomentar a polémica ao ponto de os nos comentários insultarem-se uns aos outros, é esta a função de um blog? E depois há aqueles que embora sejam fúteis até nos entretêm lá com as maquiagens e contarem tudo sobre avida delas, desde que acordam até quando se deitam, mas uma coisa é certa lá vã viajando à pala, entregam-lhes encomendas à pala só nisso já poupam muito dinheiro.

    ResponderEliminar
  9. Concordo plenamente contigo. Confesso que não venho muitas vezes aqui deixar comentários, mas há uma série de blogs que gosto de ler (e também nesses não deixo feedback por aí além). Mas isso não quer dizer que não gosto, somente que nem sempre sinto o que devo escrever, por isso acredito que esses dados muitas vezes são influenciados. Eu tenho um blog para um público algo restrito, mas há imensos que adoro seguir, porque acho que aprendo sempre algo novo e conecto-me com alguns bloggers que não me fazem sentir tão estranha neste mundo! Parabéns e continua no bom caminho :)

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Blogging tips