sexta-feira, 11 de dezembro de 2009

Viver no campo # Living in the country

Quando se vive no campo não é difícil encontrar cenários saídos de uma realidade quase inexistente para quem nasce, cresce e está na cidade, desde as paredes caiadas, à argola que outrora serviu para prender o burro os pequenos objectos que ainda fazem parte do dia-a-dia multiplicam-se à nossa volta. Neste alpendre, atrás das paredes brancas ainda existe um monte de caixotes de madeira, que de vez em quando ganham nova vida; o banco de madeira ainda é o local preferido de todos onde, no Verão, os serões são passados a conversar e o escadote já não serve para apanhar fruta ou subir ao depósito da água, pois cessou funções e foi substituido por um de alumínio.
O único elemento estranho aqui é mesmo o artifício feito com rodelas de papel - muito visto na internet e em alguns livros, mas este tem a particularidade de ter sido feito a partir de antigos guias de Lisboa. Servirá, certamente, para decorar alguns presentes de Natal.

When you're living in the countryside it is not difficult to find settings out of an unexisting reality for someone who lives in the city - from white washed walls, to the ring where before the donkey used to be tied, there are still many of these objects around us. Behind the white walls of this porch one can find old fruit wooden boxes that once in a while get a new life, the wooden bench is our favourite place to chat during the warm Summer evenings and the wooden ladder hanged on the wall is no longer useful to reach the highest branches of the trees as it has been replaced by a more modern one.
The only strange object here is the paper garland  - nothing new as these garlands are very popular and easy to find on the internet, but this one was made out of old Lisbon guides. I'm sure we will use them to decorate some Christmas presents.

Sem comentários:

Publicar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Blogging tips