sexta-feira, 12 de junho de 2015

Mudança: uma quase volta ao mundo

Antes que a internet vá novamente abaixo, deixem-me continuar e terminar o ciclo de posts comemorativos. Este ainda não é o último, atenção.
Se há alguém que sabe o que é a mudança, é a minha convidada de hoje. Conheço a Mónica há muitos anos e quem me acompanha já ouviu falar dela aqui, aqui e aqui - nos registos que marcaram mais um momento de mudança e que ... não será o último. É sobre isso mesmo que ela nos fala hoje.



Começar de novo... Cada começo tem muito que se lhe diga ou melhor escrevendo começar de novo dá muito pano pra mangas! Cada começo é uma porta que se fecha mas também é o abrir de uma janela, é o encerrar de un ciclo e o inicio de outro. 
Já vivi alguns "começar de novo", quando troquei o design gráfico pela paixão por eventos e relações públicas, quando deixei Vilamoura por Lisboa. Foram começos com muito entusiasmo porque quando se faz o que se gosta somos felizes.
O começo maior, pensava eu, veio quando deixei Portugal com destino ao Qatar. Foi todo um processo de adaptação e de muita aprendizagem a nível pessoal, profissional e cultural. Fui com um objectivo de ficar 4 anos e acabei por ficar 7, até que surgiu um novo começo e esse sim está e vai dar-me muito pano pra mangas: Apaixonei-me e casei-me! Um começo de uma vida a dois, de uma viagem juntos como preferimos chamar-lhe (e que deu mote ao tema da festa do nosso casamento), onde todos os dias partilhamos o que de melhor temos para dar, o nosso amor e com ele todos os dias começamos um novo dia! 
Com esta viagem surgiu outro começo, deixar o Qatar e rumar com destino a Lima, no Perú. Outro processo de adaptação e de aprendizagem, não é um começar do zero mas sim um começar de novo porque todos os países, povos e culturas são diferentes logo não há dois começos iguais! Este começo é bem diferente, é o deixar de trabalhar e passar a dedicar-me mais à família e a mim mesma. 
Por cada país que passamos deixamos um pouco de nós mas levamos no coração os momentos vividos, as amizades semeadas e cultura aprendida, vamos sempre com a sensação de coração cheio. 
Começar de novo não é fácil mas é enriquecedor seja em que contexto for. Aprendemos sempre algo nem que seja sobre nós mesmos, por isso se a vida lhe der pano pra mangas aproveite e costure a história da sua vida com vontade e amor. Nunca é tarde para começar de novo!

Créditos da imagem: João Almeida 

Pano p'ra Mangas
 

Sem comentários:

Publicar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Blogging tips