sábado, 25 de abril de 2015

Flow Magazine


Desde há muitos anos que sou uma ávida consumidora de revistas - na realidade é um mal de familia e e que já vem de gerações anteriores - e com os anos tenho-me tornado cada vez mais exigente, não só porque as revistas são caras (e é preciso seleccionar o que comprar) mas porque actualmente há tanta informação na internet disponível gratuitamente, que se não me trouxer nada de novo é uma razão mais que suficiente para eu não a comprar. Por isso comecei a adoptar o sistema: "less is more".
Não quero parecer pretensiosa, mas as publicações nacionais não me satisfazem (é rara aquela que me enche as medidas) nem em conteúdo nem em imagem - a sério, onde é que as pessoas que fazem estas revistas vão buscar referências? O styling das fotos chega a ser desesperante e de arrancar os cabelos, mas quem sou eu para os julgar, pois não sei com que "agulhas se cosem" (orçamentos, regras, ... sei lá). Durante muito tempo comprei a Mollie Makes, que continua a ser deliciosa, mas além de cara já não me traz grande novidade. O mesmo aconteceu com a Marie Claire Idees - acho que quase todas as ideias que vi no último número que comprei já as tinha visto no Pinterest...
Agora - sim, agora e "até que o sempre durar" - o meu foco é a Flow International. Tem um preço de capa em Portugal de aproximadamente €15,00 (sim, é cara!!!!) e sai de 3 em três meses ( se fizermos as contas caso compre uma revista de treta todos os meses acabo por gastar o mesmo dinheiro...). Tenho quatro dos últimos cinco números e têm assunto que não se esgota. Leio-as de fio a pavio e volto a elas vezes sem conta, quer pelas imagens inspiradoras, quer pela linha que ficou por ler, quer pelas referências que acompanham cada artigo. Cada número vem acompanhado de um pequeno conjunto de freebies deliciosos - e os quais eu não consigo usar/estragar...
Alguns dos meus seguidores  perguntam-me no Instagram se vale a pena comprar. Se forem como eu, claro que sim, até porque esta publicação tem assuntos tão variados como fotografia, culinária, ilustração, mindfulness, coaching ou desenvolvimento pessoal - é um mix delicioso, pois junta vários assuntos de que gosto num lugar só.
A revista pode ser comprada online ou nos bons quiosques e livrarias espalhadas por aí. Se eu, em Faro a consigo encontrar, acredito que o mesmo acontecerá, pelo menos nas capitais de distrito.


Acho que a primeira vez que falei da Flow foi há quase um ano e não há muito tempo também escrevi sobre um artigo que me chamou a atenção - relacionado com desenhos/retratos de pessoas.

Pano p'ra Mangas

13 comentários:

  1. Margarida, Flow à parte: gosto tanto de ver a manta nas fotos! Que bonita.
    A almofada também é obra tua? Linda!
    Bom fim-de-semana.

    ResponderEliminar
  2. Obrigada, Carla.
    A almofada - a minha tartaruga de estimação - foi feita pela minha avó e deve ter uns 38 ou 39 anos...
    Bom fim-de-semana :-)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Uau! Incrível como estas coisas duram mais do que uma vida. Bem-dita avó!
      Beijinho

      Eliminar
  3. Gosto muito, é como se fosse um livro. Comprei a última edição pela primeira vez, li-a, reli-a e só acabei há pouco tempo. Hoje encontrei a nova e pedi que ma guardassem na minha tabacaria do costume (onde me guardam mais umas boas, muito boas). A Simple Things também é boa. E é dinheiro bem gasto. E não, não a estrago, não arranco nada... Será que tem a ver com sermos as duas de Setembro? :D

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Setembro? Olha, pode ser uma lua qualquer por aí :-D
      A The Simple Things comprava em Londres, aqui não a encontro... além disso tenho mesmo de fazer escolhas.

      Eliminar
  4. Boa dica Margarida, obrigada!
    boa semana ;)

    ResponderEliminar
  5. Já havia visto essa revista por aqui (Alemanha) mas nao tive interesse de imediato.Mas agora lendo o que escreveste sobre ela,vou comprar meu primeiro exemplar.Normalmente compro revistas de decoracao que por sinal temos ótimas opcoes por aqui.Bjs e um ótimo comeco de semana.

    PS: Sou fanzoca de suas fotos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada, Malu.
      Um beijinho e boa semana.

      Eliminar
  6. Olá Margarida. Sigo o seu blog há um tempo, ainda antes de ir para Londres, de uma forma silenciosa e só hoje quebro o silêncio. Felicito-a pelas suas fotos, pelas cores, pelas composições, pelas palavras, pelas lições, por este blog tão bonito. E neste post identifico-me consigo porque, embora me considere patriota e amante das coisas boas do nosso país, nenhuma das nossas revistas me enche as medidas. Nem culpo as pessoas que as dirigem, porque creio que na maioria dos casos serão condicionadas por regras e orçamentos, como referiu. Mas se as nacionais não me enchem as medidas, as internacionais esvaziam-me a carteira, eheh. Não conheço a Flow, mas achei muito interessante, de facto. Estou agora de olho na Taproot pela sua abordagem à vida no campo, com a qual me identifico. Vamos a ver quando perco a cabeça... E como já me estendi no comentário, termino dizendo que, embora em silêncio, continuarei sempre por aqui. Beijinhos de uma Margarida para outra. :)

    ResponderEliminar
  7. Oh Margarida, que delícia o seu comentário. Muito, muito obrigada! E sim, ficamos de carteira vazia mas de alma cheia eh eh eh .
    Um beijinho e bom fim de semana
    :-)

    ResponderEliminar
  8. Olá,
    Obrigada pelo post ^.^ como se chama o local onde costuma comprar a flow? Para ver se encontro algo semelhante no Porto :)
    Obrigada!

    ResponderEliminar
  9. Olá! Obrigada pelo post ^.^ onde compra a revista aí no algarve? Para tentar encontrar sítio semelhante no Porto :) obrigada!

    ResponderEliminar
  10. Também sou grande fã da Mollie makes e entendo o que dizes! Também comprava a Prima makes da mesma onda que a Mollie mas um pouco mais barata. Hoje qual não é o meu espanto quando vou a minha tabacaria preferida e tinham o novo numero da flow! Fiquei Felicíssima!

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Blogging tips