quinta-feira, 15 de junho de 2017

À vontade não é à vontadinha


...e eu já devia saber disto há mais tempo. O certo é que só de vez em quando é que caio em mim, contudo como se diz por aí: se caires sete vezes, levanta-te oito - e  lá estou eu a levantar-me pela milésima vez - o importante é não ficares no chão.

Ontem ouvi de uma amiga: "estás mais gordinha!" - nada que eu já não andasse a sentir, mas ouvido...foi como se a balança, de repente, me tivesse dado um grito para eu me assustar. Custou-me ouvir, mas sei que ela mo disse no papel de AMIGA verdadeira que é, e que me quer ver bem e feliz - e sim, eu sou mais feliz se estiver mais magra, sinto-me mais bonita e bla, bla bla.

E os treinos? E o ballet? - para que servem, perguntarão? Pois... pelos vistos, servem para comer mais vezes aquilo que não devo e de vez em quando usar isso como desculpa 😖 Ainda por cima esta semana ainda não consegui ir nem treinar, nem dançar, o que aumenta o peso na consciência que é muito mais alto que o da balança. Isto para não falar no peso na carteira: ando eu a pagar para ficar fit e depois faço asneira? Estás mas é doida, Margarida!!! Vou ter de arranjar uma estratégia para não ficar com mais fome e vou ter de reprogramar o meu chip para não usar a desculpa do  "Ah, hoje eu posso porque..." - mentira! Não posso nada! 

Eu sei que tenho um metabolismo lento, que já passei dos 40 e toda a vida fui gordinha. Não posso esperar milagres. O único milagre é manter consciência, foco e aniquilar de vez os deslizes. Vai ter de ser assim o resto da vida? Parece que sim... É que o peso a mais "aparece" de repente ( a sério, vindos do nada a barriga ficou mais saliente e o rabo mais pesado) e para se ir embora leva uma eternidade...

Felizmente ainda acordei - ou fui acordada... - a horas. É que a roupa que tenho ainda me serve, embora mais justa e eu tenho esticado a corda, como se diz na gíria.

Nunca é fácil escrever estes textos, pois fazê-lo é admitir fraquezas que preferia manter escondidas, no entanto colocar estas palavras no "papel" ajudam-me a manter-me firme, e posso sempre aqui voltar e reler o que escrevi para saber onde estou (estava) e onde quero chegar.

Agora. Decisões: Se é para começar de novo, vamos lá: começar de novo! Uma vez mais. As vezes que forem precisas. Há algo de que tenho a certeza: não quero voltar ao que fui até maio de 2015! 

Nota: se houver por aí alguém que viva constantemente com este dilema da balança que queira partilhar dicas, experiências, truques para não ter fome (especialmente entre o lanche da tarde e o jantar), estas serão muito bem vindas. Obrigada!


18 comentários:

  1. Os tremoços!

    ResponderEliminar
  2. Tremoços é uma boa dica!! ;) Comer de 2 em 2 horas e tens que fazer uma mudança de estilo de vida, mesmo.... é uma questão crucial, se não lá voltam os quilos, eu sei! ! Também voltaram por aqui :(.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sandra, eu sei a teoria todaaaaa 😔 só que me descuidei. Achei que era a super mulher!!!! Burrice!
      Já fui pesquisar sobre os tremoços 😉

      Eliminar
    2. Com os tremoços tens que ter cuidado com o sal....

      Eliminar
    3. Sim... podes passá-los por água para eliminar uma parte desse sal. 😁

      Eliminar
  3. Margarida como eu te entendo
    Já partilhei contigo muitas vezes essas minhas angústias
    Aos 44 as coisas são muito lentas,parecem mais difíceis de alcançar e ainda mais difíceis de manter
    Toda a vida fui gordinha,toda a vida lutei contra isso
    Achei que ia conseguir viver com o meu corpo mas nem sempre...
    Beijinhos
    Kikas

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ai que chatice!!!! Mas que raio que uma pessoa tem de ser assim 😜 Beijinhos

      Eliminar
  4. Ontem comecei a usar uma app que talvez ajude. Contar calorias é uma seca, mas funcionou comigo, mais coisa menos coisa, eh eh. Vou mandar-te por mail! Bjs e boa sorte!!

    ResponderEliminar
  5. Gelatina.
    E "roer" cenouras cruas.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A gelatina não me satisfaz... já experimentei há uns anos - às tantas até o estomago dava uma volta so de pensar em gelatina 😂

      Eliminar
  6. Gelatina e tiras de pepino. Mas continuo com vontade de comer. Bolas, nos outros parece-me fácil mas ...
    Bjinho. Força
    Margarida

    ResponderEliminar
  7. Sara Grilo9:37 da manhã

    Bom dia! A minha estratégia é pesar me sempre à segunda feira, e depois passo a semana a perder o que ganhei no fim de semana. Essa de comer de 2/2 h comigo não funciona! Tento retardar ao máximo o lanche da tarde, como uma maçã e depois as cenouras quando saio do trabalho. Se tenho sopa em casa como a antes de fazer o jantar! Força Margarida! Desistir não é opção!

    ResponderEliminar
  8. Ohh Margarida, deixa para lá esse conflito, estás linda, mas também te quero ver alegre e feliz com a tua transformação que foi brutal, valeu apena por isso, só mais um pouco de paciência e vais conseguir novamente voltar ao peso idealizado.
    E que tal umas caminhadas, saladinhas e muita fibra?😉
    Beijinho grande e força.

    ResponderEliminar
  9. Querida Margarida
    Este fim de semana ouvi a mesma coisa. E eu sei que é verdade. A roupa está mais justa e aos 45 anos e meio os cuidados têm de ser maiores. Tenho de eliminar urgentemente alguns quilinhos porque com 1,51 m e 57kg daqui a pouco estou uma bolinha. Tal como tu o final de tarde e noite para mim são difíceis. Também vou aproveitar as sugestões que aqui forem dadas.
    Beijinho e força

    ResponderEliminar
  10. Olá!
    Não gosto de fundamentalismos e mesmo eu torci (um bocadinho) o nariz quando me foi dito que deveria fazer algumas restrições alimentares - achava eu que a minha dieta mediterrânea natural era suficientemente saudável. Pelos visto, não era! No meu caso foi por motivos de saúde e não para perder peso, até porque não precisava mas perdi logo uns dois quilos e depois mais dois. Não pretendo evangelizar ninguém, deixo só o meu testemunho. Eliminei o trigo e os lácteos, reduzi substancialmente o consumo de glúten, doces só muito ocasionalmente e mesmo assim tento fugir dos açúcares refinados, optando por mel, agave ou outros. Nada de comidas processadas e escolho, sempre que possível, produtos orgânicos. Privilegio o peixe à carne, aliás como já fazia anteriormente e aumentei o consumo de verdes. Fiquei "chalada". Odiava café e chá e hoje bebo chá diariamente. Sinto-me francamente melhor, com mais energia, menos rabugenta, não sinto aquele brain fog que muitas vezes me deixava cansada e confusa, durmo muito melhor entre outras melhorias a nível geral.

    Um beijinho,
    Papoila

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Blogging tips